30 de julho de 2021
Campo Grande 20º

Azambuja destaca que recebeu convite do PT antes de aval do diretório regional

A- A+

Em resposta às insinuações de que os petistas somente procuraram os tucanos após a consolidação da pré-candidatura do ex-prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), o deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) destacou que recebeu o convite para uma aliança branca com o PT (Partido dos Trabalhadores) há bastante tempo.

“Quem me convidou para ser candidato ao Senado foi o senador Delcídio (do Amaral, PT) que é pré-candidato a governador. Ano passado ainda. Ele achava importante aliança entre PT e PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) por questões de princípios”, declarou.

Azambuja recorda que a aliança ainda não está fechada, pois enfrenta restrições dos dois diretórios nacionais e reforça que o PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) sempre sinalizou chapa pura, seja com a pré-candidatura da vice-governadora Simone Tebet (PMDB) ou do governador André Puccinelli (PMDB) ao Senado.

O pré-candidato ao Senado evita fazer comparações entre quais chapas possuem maior apoio popular, mas afirma que a população busca o novo e recorda que as eleições de 2012 surpreenderam os favoritos na disputa tanto em Campo Grande quanto em outros municípios.

“Acho que o eleitor já se manifestou livremente nas eleições municipais. Tivemos várias surpresas em vários municípios, inclusive na Capital. Essas eleições mostraram que não é a máquina política que ganha a eleição e sim o que o eleitor quer para seu município, seu estado e seu país. O eleitor está mais consciente e vai escolher com liberdade. Claro que o PMDB tem a máquina estadual na mão e isso não pode ser ignorado”, finalizou.

Diana Christie