22 de junho de 2021
Campo Grande 28º 16º

Política

Bolsonaro veta proposta do Congresso de reinserção familiar antes de adoção

A- A+
Rogério Machado/Agência de Notícias do Paraná
Direitos Humanos - criança - adoção família abrigos creches (ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente)
Segundo Bolsonaro, a medida aumentaria, potencialmente, o prazo para adoção

O presidente Jair Bolsonaro vetou integralmente proposta aprovada pelo Congresso Nacional que alterava o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) para determinar que a adoção de uma criança ou um adolescente só seria concretizada depois de fracassadas as tentativas de reinserção familiar.

O projeto (PL 8219/14) vetado é do Senado e foi aprovado na Câmara dos Deputados em dezembro de 2019.

Na mensagem de veto, publicada na edição desta terça-feira (20) do Diário Oficial da União, o presidente afirma que a proposta aumentaria, "potencialmente, o prazo para adoção, dado que as tentativas de reinserção familiar da criança ou do adolescente podem se tornar intermináveis, revitimizando o adotando a cada tentativa de retorno à família de origem, a qual pode comprometer as chances de serem adotados em definitivo".

Bolsonaro disse ainda que a medida poderia prejudicar a construção efetiva de vínculos entre a família adotante e a criança.

O veto será analisado agora pelos deputados e senadores, que podem derrubá-lo, retomando o texto aprovado pelo Congresso, ou mantê-lo, ratificando a decisão do presidente da República. A sessão de votação do veto ainda será marcada.

Reportagem - Janary Júnior
Edição - Marcia Becker