08 de dezembro de 2021
Campo Grande 32º 22º

Eleição 2016

Campanha limpa e sem falsas promessas é diferencial de Marquinhos que conquista eleitores

A- A+

A campanha do candidato a prefeito pelo PSD, Marquinhos Trad, tem se diferenciado das dos demais postulantes ao cargo pelo fato de, desde o início, ter sido pautada através de propostas e não ataques pessoais e falsas promessas. A campanha feita de forma limpa e responsável tem surpreendido de forma positiva os eleitores.

“Eu me preparei por 21 anos para este momento. É chegado à hora da mudança, através de um modelo de gestão competente. A população não quer mais o velho modelo de política. Temos que combater o toma lá da cá. Muitos estão ai falando do passado, mas quem está caminhando com o errado, com os mesmos de sempre, não sou eu. Minha campanha é feita com base em propostas e no diálogo com a população... não em ataques pessoais”, destaca Marquinhos.

Ao invés de grandes comícios e bandeiraços, Marquinhos tem pontuado sua campanha pelo diálogo direto com a comunidade. Em reuniões com moradores das sete regiões, o candidato tem recebido mensagens de apoio e incentivo.

“Acredito no trabalho dele. Temos confiança em seu projeto para Campo Grande. A gente olha as ações do passado para projetar o futuro e sabemos que ele tem uma bagagem, se preparou para esse momento e vai fazer muito por nossa cidade. Pelo que a gente tem visto ai, ele é um dos poucos que está focado nas propostas, sem ataques”, relata o técnico em manutenção de móveis, Cristiano Pazini, 42 anos, que fez questão receber Marquinhos em sua casa, no Bairro Guanandi para junto a familiares, amigos e vizinhos, ouvir suas propostas.

A dona de casa Suelena Pereira Viegas, 51 anos, também é uma das milhares de pessoas que fazem questão de externar o seu apoio a Marquinhos. Moradora da Vila Nha Nha, ele afirma sentir na pele os problemas de má gestão.

“O Marquinhos é preparado e sei que vai fazer muito por Campo Grande. Eu espero que, com a graça de Deus ele possa assumir a prefeitura e arrumar nossa cidade que está abandonada. Nos últimos 20 anos eu nunca vi nada parecido. Não tem remédio nos postos de saúde, remédio, vagas nas creches para as crianças, enfim, um caos. Eu tenho fé no Marquinhos”, comenta.