29 de outubro de 2020
Campo Grande 24º 19º

Chocolate cogita retornar à base com indicação de suplente para secretaria

A teoria de que a nomeação da suplente de vereador do PP (Partido Progressista), Jacqueline Hidelbrand Romero, para a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para a Mulher pode ser uma maneira do prefeito Alcides Bernal (PP) restabelecer o diálogo com o próprio partido e também reaproximar-se do vereador Chocolate, expulso do PP por infidelidade partidária, agradou o ex-progressista, que até cogita regressar à base de sustentação de Bernal se isso for confirmado.

“Se isso é verdade eu fico contente. Demonstra que podemos trabalhar juntos para Campo Grande e com certeza parar com essa briga, esse impasse, onde ninguém ganha e é ruim para a população. Se isso for um gesto para me convencer, podemos estudar essa possibilidade de ampliar o governo em clima de harmonia. Eu quero na verdade abrir os meus braços se isso for verdade”, declarou.

Chocolate foi expulso do PP, entre outros motivos, por ter votado a favor da abertura da Comissão Processante que investigou possíveis irregularidades na administração atual. O vereador já recorreu da decisão na executiva nacional do partido e aguarda resposta que deve sair até a metade de fevereiro, poucas semanas após o fim do recesso parlamentar.

Apesar de contente com a possibilidade, o vereador Chocolate ressalta que não tem medo de Jacqueline tentar requisitar o seu cargo na justiça se a expulsão for confirmada. “Mesmo que ela tentasse, ela não ia conseguir. Para ser vereador tem que sair pra rua e ganhar o apoio da população”, disse.

O vereador prefere não falar em outros partidos já que aguarda a decisão do diretório nacional do PP. Porém, até o momento, PSD, PMDB e PT já declararam publicamente o interesse em trazer Chocolate para o partido.

Diana Christie