26 de outubro de 2021
Campo Grande 29º 17º

ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

Com interino no poder, Paranhos vota para Prefeito em 02 de outubro e PT é oposição

Prefeito e vice eleitos serão diplomados no dia 22 do mesmo mês, e tomam posse do cargo já no dia seguinte

A- A+

No município de Paranhos, interior de Mato Grosso do Sul, o Partido dos Trabalhadores (PT) anunciou o lançamento de chapa para a disputa da prefeitura, que traz o nome de Adélio Cirilo da Silva. 

Novas eleições em Paranhos acontecem em 03 de outubro, sendo que o prefeito e vice eleitos serão diplomados no dia 22 do mesmo mês, e tomam posse do cargo já no dia seguinte.

Conforme decidiu o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), a chapa vencedora para os cargos de prefeito e vice-prefeito nas eleições de 2020 no município teve seus votos anulados.  

Servidor público de carreira, na corrida pela  eleição suplementar da cidade de Paranhos, Adélio será acompanhado a empresária Daniela Liranço para vice-prefeita. 

Adélio mora e trabalha em Paranhos há 18 anos e é responsável pelo saneamento básico das comunidades indígenas do município. "Sei das dificuldades, mas estou muito motivado no sentido de fazer um bom debate para a cidade", disse o candidato logo após ter o nome aprovado.

Outras lideranças políticas estão na disputada. Donizete Viaro (MDB), que foi eleito presidente da Câmara de Vereadores, é o atual prefeito interino e sai na frente. Sua estratégia é usar a "fórmula" de Vanda Camillo (PP), vereadora de Sidrolândia que assumiu como interina após impugnação de Daltro Fiuza (MDB).

Em Paranhos, o registro barrado pelo TRE também foi de um candidato do MDB, Heliomar Klabunde, que teve as contas relacionadas à execução de um convênio com o governo federal reprovadas, caindo na lei da inelegibilidade. Se em 2020, sua candidatura teve os endossos de PT, PSB e PTB, a nomeação de Adélio já mostra um caminho diferente na disputa desse ano.

“A população tem aceitado bem a gente. Os vereadores estão de bem com a administração. E até agora nenhum outro candidato se manifestou”, disse Donizete Viaro após definição da data das novas eleições. 

Paranhos esteve na mão do PSDB por três mandatos de Dirceu Bettoni, que perdeu a última eleição por quase 1,5 mil votos, sendo que o município conta com 8,3 mil eleitores, mas apenas 6,7 mil votaram. 

Hélio Acosta, que foi o parlamentar mais votado em 2020, é representante do partido e atual presidente interino da Câmara. O vereador adimitiu que está entre os cotados para assumir a chapa dos tucanos, mas não descartou uma composição com o MDB.