25 de setembro de 2020
Campo Grande 36º 22º

Crise política se aprofunda em Navirai no dia da visita do governador André Puccinelli

Nem mesmo a presença do governador do estado, André Puccinelli (PMDB) em Navirai no início da semana foi suficiente para melhorar o relacionamento do prefeito Leo Matos (PV) com alguns vereadores da cidade e a crise política e institucional que já existia desde o início do ano passado aprofundou ainda mais chegando ao ponto de acontecer uma operação para conter cenas de pugilato em plena Câmara Municipal. Com problemas políticos para resolver com companheiros e ex-companheiros Leo Matos encontra dificuldade para dar um rumo para sua administração que claudica e caminha a passos lentos rumo a lugar indefinido. Com baixos índices de aprovação nas pesquisas de opinião pública, o prefeito encontra resistência não apenas em parte do Poder Legislativo, mas entre vários segmentos da sociedade. Alguns alegam que o prefeito não mostra vontade de administrar a cidade e voltou-se contra o eleitorado ao não cumprir promessas de campanha. Outros afirmam que Leo Matos preocupa-se apenas com o time do Navirai que disputa a série A do Campeonato Estadual de Futebol. Enquanto isso algumas obras estão paradas, a administração está engessada e alguns empreendedores tiram o olhar de Navirai e miram outras cidades que margeiam a BR 163 como Mundo Novo, Eldorado, Itaquirai e até mesmo Juti para fazer seus investimentos. As cenas de “quase pugilato” embargadas pela turma do “deixa disso” demonstram a falta de preparo de quem se dispôs a cuidar da Prefeitura de uma cidade de quase 50 mil habitantes e que é a capital econômica e política da região Cone Sul de Mato Grosso do Sul. Nicanor Coelho, de Dourados