27 de novembro de 2021
Campo Grande 32º 21º

Deputado diz que Ayache é bom nome para compor chapa de Delcídio

A- A+

O deputado federal Vander Loubet (PT) afirmou que caso o presidente da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), Sérgio Longen não aceite o convite feito pelo PT (Partido dos Trabalhadores) para se lançar como pré-candidato ao Senado, o nome do presidente da Cassems, Ricardo Ayache seria forte para compor a chapa, caso os partidos aliados não indicassem um nome para a majoritária.

“Se o Longen não aceitar o convite, temos que conversar com os partidos que pretendem caminhar conosco, que é o PDT (Partido Democrático Trabalhista), PTB (Partido Trabalhista Brasileiro) e PR (Partido da República) que querem espaço na majoritária. Se caso os partidos não indicarem um nome, temos o nome do Ricardo que é jovem e tem um preparo muito bom para entrar na chapa, é bem articulado e preparado”, explica Vander.

Questionado se o convite a Sergio não estaria fechando as portas aos petistas, já que muitos partidos reivindicam uma vaga na majoritária para traçar uma aliança no Estado, Vander se mostra otimista e ressalta que conversas estão sendo realizadas com todos os partidos. “Não fecha portas, estamos conversando e fizemos o convite ao Sérgio, se ele não aceitar e achar que essa não é a hora certa, vamos conversar e ver o que é melhor para o partido. Temos os partidos aliados, temos o Ayache ”, afirma Vander.

Aproveitando o momento, Vander afirmou que pretende tentar se reeleger como deputado federal e o fato do vereador Zeca do PT tentar se eleger como deputado federal não interfere em sua pré-candidatura. “O sol nasce para todos, a força de cada pré-candidato depende de cada um, temos condições de eleger. Tudo depende das nossas ações, eu tenho trabalho no Estado todo, Zeca vem para somar na chapa e cada um vai trilhar no seu caminho”, finaliza o deputado.

Dany Nascimento