24 de janeiro de 2021
Campo Grande 29º 22º

Diferente de Chaves, Alex só confirma nove vereadores na base aliada

Ao contrário do secretário municipal de governo e relações institucionais, Pedro Chaves, que declarou na última segunda-feira contar com 14 vereadores na base aliada do prefeito Alcides Bernal (PP), o líder da base na Câmara Municipal, vereador Alex do PT confirma apenas nove integrantes.

“Temos a indicação dos cargos, vereadores que entraram no governo. Tem a questão da gestão da nomeação e os colegas vereadores estão cobrando exatamente isso. O primeiro passo foi dado. É insuficiente, mas é um passo importante. Precisa ter paciência e tranquilidade para dar certo”, afirmou.

Segundo o vereador, as únicas novas aquisições do prefeito são os vereadores Paulo Pedra (PDT), Edson Shimabukuro (PTB) e Jamal Salém (PR). Na mira do executivo municipal estão os vereadores Chocolate (PP), Alceu Bueno (PSL) e Carlão (PTB).

Quanto às recentes declarações de Jamal Salém de que não participa da base aliada, Alex argumentou que o vereador já indicou Lillian Maksoud para assumir a diretoria do IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande) e faltam apenas alguns detalhes de equipe. Ainda segundo Alex, vereador teria se candidatado à Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), mas não foi atendido.

No caso de Chocolate que foi expulso pelo PP por infidelidade partidária, principalmente por ter votado a favor da comissão processante que investigou a gestão de Bernal, e aguarda decisão de recurso, o vereador petista explica que o objetivo é reconquistá-lo para a base convencendo o PP a não pedir o mandato de Chocolate. “Já está combinado. Se houver expulsão não vai pedir mandato. Não é condicionado, não é chantagem. Estamos criando um ambiente pra ele. Se ele quer ficar no partido, acabou o problema, está na base”, argumentou.

Além de Alex, participam da base aliada os vereadores petistas Zeca e Ayrton Araújo, Luiza Ribeiro (PPS), Gilmar da Cruz (PRB) e Cazuza (PP).

Diana Christie