04 de agosto de 2021
Campo Grande 28º 14º

Edil se reúne com empresários para definir lançamento da Feira de Antiguidades

A- A+

O secretário de da Sedesc (Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Turismo e do Agronegócio), Edil Albuquerque se reuniu na tarde de hoje com um grupo de empresários do ramo de antiguidades, para definir os ajustes do lançamento da Feira de Antiguidades, previsto para começar no dia 3 de agosto, em Campo Grande.

De acordo com a lei complementar nº 217/setembro 2013, a feira irá funcionar no segundo domingo de cada mês, com objetivo de promover a comercialização, exposição ou troca de quaisquer objetos antigos, de interesse de colecionadores. No projeto inicial ficou definido que o evento aconteceria na Praça Ary Coelho, no entanto, por questão de logística foi aprovado por unanimidade que o local será a Praça do Rádio Clube.

“A ideia original era realizar a feira de antiguidades na Ary Coelho, no entanto, o local fica inviabilizado, visto que teremos a participação dos colecionadores de carros antigos (Clube de Colecionadores de Veículos Antigos Pantanal – CCVAP) que ficaria prejudicado, por não ter onde estacionar os veículos”, alegou o secretário. Edil lembrou ainda que o primeiro evento terá caráter experimental e, posteriormente, poderá receber adequações de funcionamento e participação. “Queremos prestigiar vocês que estão conosco desde o início, nos apoiando na elaboração do projeto. Na ocasião do lançamento, iremos formalizar a criação da associação para a categoria e, depois da primeira edição, iremos avaliar o que precisa ser ajustado”, pontuou. A superintendência de Turismo da Sedesc irá colaborar diretamente na divulgação que será feita no segmento turístico (hotéis e pontos turísticos de visitação) e convidando os comerciantes da região central. “Estamos colocando em prática um evento que já é reconhecido e muito frequentado pela população de vários estados brasileiros. Nosso objetivo é criar uma tradição com esta feira de antiguidade que atrairá colecionadores de várias regiões do país, além de fomentar o turismo e a economia da Capital”, lembrou Maria do Carmo Portocarrero Petelinkar. Expectativa

A proprietária da loja Arco da Velha – Bazar e Brechó Pop, Leda Ribeiro esteve presente no encontro e sugeriu que o evento se estendesse para profissionais de alguns estilos de artesanato. “Concordo que no primeiro momento deverão participar somente os empresários do ramo de antiguidades, mas nada impede que após a criação da associação, cada caso seja avaliado na associação, para futuro cadastramento. Temos muitos profissionais com trabalhos diferenciados e que não estão categorizados como antiguidade”, detalhou.

O conselheiro do CCVAP, Henrique Torres acredita que a feira será um sucesso, já que congregará vários públicos interessados em antiguidades ou por peças de colecionadores. “Ainda não definimos de que forma iremos participar, mas está confirmada a presença do grupo no lançamento, com nossos modelos mais populares”, declarou. Sobre a feira – A Feira de Antiguidades será realizada pela Sedesc em parceria com a Fundação Municipal de Cultura (Fundac) e já possui 10 expositores confirmados que receberão cadastramento e barracas para apresentação dos produtos. Na ocasião do lançamento, será formalizada a associação dos expositores e a administração será compartilhada com pessoas ou entidades participantes. É importante ressaltar que entende-se por objetos antigos aqueles que tenham sido fabricados há no mínimo vinte anos, exceto livros e discos, que precisam ser apenas usados. A feira terá periodicidade mensal e somente os antiquários pré-cadastrados poderão participar do evento.

Dany Nascimento com Assessoria