21 de abril de 2021
Campo Grande 32º 18º

Presidente determina: Câmara não vota projetos do Executivo até prefeito pagar exonerados

A- A+

Ex-funcionários comissionados do prefeito afastado Gilmar Olarte que foram exonerados por Alcides Bernal ocuparam plenário da Câmara de Vereadores de Campo Grande nesta quinta-feira (19) para pedir ajuda aos vereadores e garantir que atual prefeito Alcides Bernal (PP) pague rescisão contratual dos exonerados, que foram demitidos com volta de Bernal, em 27 de agosto, a até agora não receberam. Cerca de 100 comissionados exonerados estão na Câmara.

Diante do impasse, o presidente em exercício da Câmara, vereador Flávio César (PTdoB) determinou que Casa não deverá votar nenhum projeto de lei do Executivo Municipal até que Bernal pague os exonerados.

 “Determino que a partir de hoje nenhum projeto do Executivo seja pautado até que se resolva a situação dos comissionados e os requerimentos que até agora não tiveram as seguintes respostas, já que não dá pra cassar um prefeito cassado pelo menos os projetos tem que ter andamento", disse Flávio César.

Para vereador Paulo Siufi (PMDB), Bernal passou dos limites. “Esse cara tá pensando que é Deus, mas ele não é, ele e o Jesus do mal". A assistente social Sonia Lima, 61 anos, está sem receber o salário e reclama da demora. "Fui exonerada dia 5 quero receber o que é de direito nosso, pelo que estamos acompanhando ele não está cumprindo seus compromissos como gestor, tem gente que tem férias acumuladas para receber, queremos o que é nosso", diz a assistente social". 

O vereador da base aliada, Cazuza (PP) anunciou há pouco que conseguiu conversar por telefone com prefeito e que Bernal se comprometeu a ir nesta sexta-feira (20) às 9 horas na Câmara discutir assunto com vereadores.