17 de setembro de 2021
Campo Grande 35º 21º

ESCÂNDALO

Governador bolsonarista que comprou 200 respiradores fantasmas é afastado

Para escapar do impeachment, Carlos Moisés entregou o governo à 'velha política' e fugiu do combate à pandemia. Não funcionou

A- A+

A compra de 200 respiradores fantasmas, revelada em abril de 2020 pelo Intercept, levou ao afastamento do governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, do PSL.

Torraram R$ 33 milhões e até agora, cinco pessoas foram presas.  O caso está nas mãos do STJ. Nenhum respirador foi entregue ao estado.

Eleito em 2018 com Jair Bolsonaro como cabo eleitoral, Moisés deixou o cargo ontem, sexta-feira, 26 de março, por decisão do Tribunal do Impeachment, um grupo formado por deputados estaduais e desembargadores do Tribunal de Justiça catarinenses.

O político bolsonarista foi derrotado por seis votos – de cinco desembargadores e um deputado – a quatro. Agora, fica afastado do cargo por 120 dias, prazo em que o mesmo tribunal irá decidir pela perda do cargo de governador ou pela absolvição dele.

FONTE: *VEJA A REPORTAGEM COMPLETA NO THE INTERCEPT.