12 de junho de 2021
Campo Grande 25º 14º

Guerreiro se diz confiante na conclusão de fábrica da Petrobras

A- A+

O deputado estadual Ângelo Guerreiro, vice-líder do PSDB na Assembleia Legislativa, está otimista com os resultados da missão em que participou no dia 4 deste mês, quando acompanhou o governador tucano Reinaldo Azambuja na audiência com a diretoria da Petrobras para reivindicar a conclusão da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados (UFN), em Três Lagoas. Faltavam apenas 18% para a conclusão da fábrica quando a estatal, sustentando que exigências contratuais não estavam sendo cumpridas, rescindiu o contrato com o consórcio UFN-3, constituído pela Sinopec e Galvão Engenharia.

O deputado Eduardo Rocha (PMDB), a prefeita treslagoense Márcia Moura e o secretário estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck, também participaram da reunião na sede da Petrobras, no Rio de Janeiro. Guerreiro elogiou a postura do governador no encaminhamento dessa questão, a seu ver bastante delicada, porém aposta na sensibilidade da empresa e na união de forças locais para que os acenos positivos da Petrobras sejam agilizados.

?“Neste momento é essencial que todas as lideranças estaduais e de representação nacional estejam unidas, bem afinadas, porque essa fábrica é de importância estratégica para o Estado e o País, dela dependem avanços extraordinários na economia e na agenda social, como a geração de empregos e a qualificação da mão-de-obra”, analisa Guerreiro. Para ele, alguns elementos alicerçam a projeção de um final feliz na solução do problema:

“Primeiro, uma empresa como a Petrobras não iria jogar fora um projeto dessa envergadura, com 82% das obras concluídas e R$ 4 bilhões em investimento. E além disso a diretoria da estatal assumiu compromissos claros, como abrir nova licitação e refazer o cronograma. Foi fixado um prazo até março para fechar todo o processo de encaminhamento dessas providências”, contou o parlamentar. Guerreiro aponta ainda ser necessário continuar a mobilização de lideranças para resolver outro problema, a dívida com fornecedores que restou com a suspensão das obras e soma R$ 36 milhões.

SUCESSÃO – Visto como principal opção do PSDB para disputar a Prefeitura de Três Lagoas em 2016, Ângelo Guerreiro garante não estar vivendo em torno dessa condição. “Tenho um compromisso com os eleitores que me escolheram para ser seu porta-voz na Assembleia Legislativa. Não discuto agora a sucessão, porque tudo tem seu tempo certo. Nada de avançar o sinal. A especulação é natural, mas eu estou com os pés no chão, dando um passo de cada vez e sempre em sintonia com a população”, asseverou.

Indagado o que fará se for convocado pelo governador Reinaldo Azambuja para alimentar o projeto do PSDB de disputar as prefeituras no maior número de cidades, sobretudo nas mais importantes, Guerreiro reiterou sua confiança no discernimento do correligionário: “O governador tem visão, é sensível, sabe o que quer de melhor para o partido e, acima de tudo, para o Estado. Ele não vai impor essas coisas, pois sabe que tem hora e tem conjuntura adequada para decisões dessa natureza, que são tomadas mediante avaliações e debates adequados, como é a prática do partido”, desconversou.