05 de agosto de 2020
Campo Grande 31º 16º

Mesmo com contrato milionário, Litucera detona patrimônio público de Dourados

waltinho carneiro

Contratada pela Prefeitura de Dourados sem licitação para limpar as ruas da cidade a empresa Litucera Engenharia está “detonando” o patrimônio ambiental da cidade durante a limpeza das ruas e dos canteiros centrais das principais avenidas. Centenas de árvores estão morrendo por causa da “agressividade” de suas operações.

litu2

Ambientalistas já fizeram a denúncia no IMAM (Instituto Municipal de Meio Ambiente) órgão ligado à Prefeitura, mas não obtiveram êxito. Fotografias feitas pelos ambientalistas mostram claramente a destruição das arvores, já que as máquinas da Litucera avançam sobre os caules provocando a morte lenta de várias espécies.

A empresa trabalha de forma “agressiva” e “massiva” para limpar as ruas de Dourados montando frentes de trabalho com dezenas de homens em espaços pequenos e grandes e potentes máquinas, tratores e roçadeiras, onde deveriam ser usados apenas equipamentos de pequeno porte para não prejudicar as árvores.

A Litucera é uma grande com sede na cidade paulista de Vinhedo e que atua nos estados de São Paulo, Tocantins, Maranhão e Mato Grosso do Sul sempre com contratos milionários e com “questionáveis” atuações nas cidades onde atende as Prefeituras, inclusive, com problemas judiciais como acontece em Sorocaba (SP), Campo Grande (MS) e Araguaina(TO).

Na edição do Diário oficial de 30 de setembro deste ano foi publicado o extrato do contrato 398/2013 onde consta a dispensa de licitação do processo 133/2013 que contratou a Litucera por um prazo de 180 dias pelo valor mensal de R$ 500.001,86 o que totalizaria mais de R$ 3 milhões para a limpeza da cidade durante os seis meses a contar do dia primeiro de outubro.

arvore  1dsds

litu6

No contrato assinado pelo secretário municipal de Fazenda, Walter Benedito Carneiro Junior consta que a Litucera ficará responsável neste período pela “Varrição manual de vias e logradouros públicos, capinação manual, raspagem manual de terra, pintura de guias e meio fio, roçada manual, roçada mecanizada com máquina portátil, roçada mecanizada com trator com acabamento, coleta mecanizada e transporte de entulhos e terra, catação, limpeza e desobstrução manual de bocas de lobo, fornecimento de mão de obra para lavagem de vias e logradouros públicos, e logradouros públicos, limpeza e conservação de áreas verdes, serviços correlatos”.

O contrato entre a Prefeitura de Dourados e a Litucera já está sendo analisado pelo Ministério Público Estadual a pedido de alguns cidadãos pelo fato da empresa ter um histórico complicado com relação às licitações públicas onde saiu vencedora. Um exemplo claro disso aconteceu na cidade de Araguaina no estado de Tocantins onde a Litucera é acusada de receber R$ 9 milhões por serviços não realizados.

arvore  2dsds

Heloísa Lazarini