14 de junho de 2021
Campo Grande 27º 13º

Onevan entra na disputa pela presidência da Assembleia pelo PSDB

A- A+

Ao contrário de Mochi, que desde o fim das eleições começou a articular com colegas de bancada e aliados o apoio a seu nome, Onevan está mais tranquilo e pretende intensificar as conversas pedindo voto a partir de janeiro, talvez porque até lá, o governador eleito Reinaldo Azambuja (PSDB) já terá nomeado seu secretariado e definido na prática o espaço de cada um dos partidos aliados no seu governo o que pode impactar no apoio dos deputados na eleição da mesa diretora da Casa de Leis.

Conforme Onevan ele tem conversado com alguns deputados e tem recebido retorno positivo sobre seu nome. “Eu acredito que nós vamos ter a presidência na Assembleia e meu nome foi indicado para disputar o cargo e vamos conseguir. Estou conversando com algumas parlamentares, mas isso é para o mês que vem”, diz o deputado.

Questionado sobre as afirmações do deputado estadual Junior Mochi (PMDB), de que já possui o apoio de nove deputados para ser indicado como presidente da Casa de Leis, Onevan acredita ainda é cedo para confirmar apoio, e se diz confiante na vitória dos tucanos.

“Ele disse que tem o apoio de nove deputados, mas somos 24 deputados. Eu também estou conversando e pedindo o apoio dos meus colegas. Eu vou trabalhar para chegar lá e temos a convicção de que isso acontecerá”, afirma Onevan.

Sobre dialogar com o PT (Partido dos Trabalhadores), que declarou oposição ao novo governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB) e com o PDT (Partido Democrático Trabalhista) e PR (Partido Republicano), que se mantêm independentes na Casa, Onevan diz já ter conversado com alguns parlamentares, mas refirmou não ter pressa e que novas conversas deverão ser feitas na segunda quinzena de janeiro.

Dany Nascimento