26 de julho de 2021

MOTOCIATA | POR QUE ISSO?

Passeio de R$ 1,2 milhão: Bolsonaro ataca isolamento e aglomera no país com meio milhão de mortos

Em evento organizado por motoclubes, milhares de motociclistas percorreram vias de São Paulo e, durante o passeio, houve acidentes, multas pelo não uso da máscara, aglomeração, faixas antidemocráticas e descumprimento de leis

A- A+

Uma motociata na campanha antecipada de Jair Bolsonaro (sem partido) pela reeleição, organizada por motoclubes e realizada neste sábado (12.jun) em São Paulo capital, custou ao governo paulista a cifra de R$ 1,2 milhão para garantir o passeio do presidente de forma segura. Apesar disso, ocorreram acidentes, diversos participantes foram multados, infringiram regras de trânsito e Bolsonaro voltou a atacar o isolamento e espalhou mais fake news sobre a Covid-19, dizendo, sem provas, que houve super notificação de mortes.  

Bolsonaro, seu filho Eduardo, e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, foram multados por não usarem máscaras. 

O passeio ocorreu na região do Parque Ibirapuera, Bolsonaro discursou e voltou também a falar contra o uso de máscaras. O presidente também defendeu o 'tal tratamento' precoce com uso de medicamentos ineficazes.  

Bolsonaro voltou a citar números de uma tabela com números falsos que fez a partir de um acórdão do Tribunal de Contas. Ele já foi desmentido pelo órgão e até mesmo assumiu que mentiu sobre a tabela.  

O evento intitulado "acelera para cristo" poderá causar uma nova explosão de casos no estado, já que a maioria dos integrantes não usou máscara durante o evento.  

Bolsonaro também assumiu que seu governo pouco fez para conter a Covid-19, disse: "O isolamento social praticado no Brasil, em especial em São Paulo, não encontra fundamentação cientifica para tal. Sempre falei no isolamento vertical. O meu governo não fechou comércio, o meu governo não decretou lockdown. O meu governo não impôs toque de recolher. Quem fez isso, fez errado", apesar disso, todos os países que estão vencendo pelo mundo agiram com a determinação delockdowns severos para conter a circulação do virus.