03 de dezembro de 2020
Campo Grande 34º 23º

INFRAESTRUTURA

Prefeitura inicia obra do novo acesso ao corredor do Nova Lima

O prolongamento da Francisco Pereira Coutinho, até o Corredor do Novo Lima, foi incluído nas obras do Complexo Zé Tavares, financiado com recursos do PAC

Nos próximos 60 dias, a região do Bairro Nova Lima terá mais uma ligação viária com a Avenida Marques de Herval, um dos principais acessos ao Centro da cidade. Já está em andamento a implantação de 1,1 km da rede de drenagem no trecho inicial da Rua Francisco Pereira Coutinho, da Avenida Zulmira Borba até a Rua Martim Afonso, onde está programada uma rotatória com duas pistas, uma delas, específica para quem mora no Residencial Oscar Salazar.

Como parte das obras do Complexo Tavares, em andamento, além da pavimentação da Avenida Francisco Pereira Coutinho, numa extensão de 1,3 km (entre a Martim Afonso de Souza e a Avenida Zulmira Borba), será asfaltada a Rua Tocuma (prolongamento da Rua Martim Afonso de Souza), que vai se conectar com a Avenida Marquês de Herval, o Corredor do Nova Lima, que terá mais 1,1 quilômetro recapeado (dentro do Nova Lima, Etapa B).

A Francisco Pereira Coutinho tem mais de 2,4 km. Ela atravessa o Nova Lima e termina no Jardim Anache, quando  se encontra com a Avenida Lino Villacha. Neste trecho onde a intervenção está em andamento, está programada a abertura da Rua Tocuma, que faz a interligação com a Marques de Herval. Estão programados 1.119,50 metros de drenagem e 14.480 metros quadrados de asfalto.

“Nosso bairro está passando por uma transformação. Vamos ganhar uma avenida com duas pistas. Isto é muito bacana”, avalia Angelo Miranda, que trabalha como serviços gerais.

COMPLEXO ZÉ TAVARES

O prolongamento da Francisco Pereira Coutinho, até o Corredor do Novo Lima, foi  incluído nas obras do Complexo Zé Tavares,  financiado com recursos do PAC Pavimentação. Estão previstos investimentos  de  quase R$ 19 milhões, com execução de quase seis quilômetros de drenagem (exatos 5,9 km), 14,9 km de pavimentação de 45 ruas localizadas no perímetro acima da Rua Francisco Pereira Coutinho,  entre as  Ruas  Marques de Herval (o corredor do Nova Lima) e Venam Soares, no Vida Nova.  A drenagem já foi concluída e estão prontos 14,1 quilômetros de asfalto.

Além da infraestrutura, segundo o secretário Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese, o projeto contempla uma malha viária para facilitar o acesso ao Centro da cidade. A Avenida Zulmira teve mais um trecho duplicado.

“Quem mora na parte mais alta, no Vida Nova , Oscar Salazar,  Tarsila do Amaral, José Tavares, por exemplo, cortará caminho para chegar até a Avenida Cônsul Assaf Trad (pela Zulmira Borba) e vir para o centro”, explica.

Neste caso, a opção será as ruas Major Giovani, Martin Afonso de Souza (com duas rotatórias e pista adicional) ,  Francisco Pereira Coutinho, Rua Tocuma, Corredor da Nova Lima, por onde chegará na Assaf Trad, na altura do Terminal Nova Bahia e do Centro Regional de Saúde.

INVESTIMENTO

Com a licitação  do Nova Lima Etapa B, que está em fase de homologação,  será iniciada  a  terceira frente de drenagem e pavimentação nesta região da cidade (saída para Cuiabá), beneficiada com 45 km de pavimentação. São recursos do PAC Pavimentação, que a atual gestão destravou e viabilizou junto ao Governo do Estado os recursos da contrapartida, em torno de 15% do total investido.

Já foram executados 20 quilômetros de pavimentação no Nova Lima Etapa A (localizada no quadrilátero das avenidas Cônsul Assaf Trad/Marques de Herval/Zulmira Borba e Rua Gerônimo de Albuquerque); 11 km no Jardim Anache e estão na fase de conclusão 14 km de asfalto   no quadrilátero mais alto do Nova Lima, o chamado Complexo José Tavares; acima da Francisco Pereira Coutinho, até a Major Giovani Francisco, entre a Marques Herval e a divisa com o Vida Nova e o Residencial Tarsila do Amaral.