27 de fevereiro de 2021
Campo Grande 32º 22º

Exonerações de diretores

Professores criticam ausência de secretária em audiência pública e denunciam falta de merenda

As secretárias municipais de educação, Leila Machado, e assistência social, Marcela Rodrigues, não compareceram à audiência pública convocadas pela Câmara de Vereadores de Campo Grande. A ausência revoltou não só os vereadores, que haviam agendado há mais de uma semana a reunião, como também os professores e diretores de escolas que esperavam oportunidade para entender o motivo das exonerações dos 47 diretores.

O requerimento que originou a audiência pública foi apresentado pelo vereador Alex do PT. Leila deveria explica o motivo que levou a Prefeitura a exonerar 47 diretores de escolas municipais e Centros de Educação Infantil (Ceinfs) e Marcela deveria falar da implantação de políticas públicas de acessibilidade para deficientes físicos.

Para os professores e diretores presentes, a ausência deixa claro que as exonerações foram por motivos políticos e não técnicos como alega o prefeito Alcides Bernal. A professora Carmen Lúcia da escola municipal Professor Olivia Enciso no Tiradentes conversou com MS Notícias e fez um desabafo. Ela também confirmou denúncias de pais e professores quanto à falta de merenda nas escolas. Segundo professora, na escola Olivia Enciso, os alunos receberam nesta segunda-feira (29) apenas 'arroz branco e um frango bem branco sem tempero.'

"A diretora exonerada estava na escola há 11 anos. Não tem como ser técnico. A notícia veio na calada da noite. Essa diretora que colocaram lá é readaptada nem é qualificada do cargo tanto que fiquei sabendo que hoje ela deve ser exonerada. A escola toda está de luto. Todos os professores estão impactados com a troca, ninguém entendeu o porquê. Temos várias queixas da Prefeitura e deveríamos ter dito antes à imprensa. Na nossa escola, a sala de tecnologia está sem funcionar desde 2015 e a sala de ciências também. Hoje, saí da escola e as crianças estavam comendo só arroz branco com frango bem branco que nem tempero devia ter, mas agora vamos falar, antes tínhamos medo de denúncias agora não ficaremos mais calados."

Justificativa

A secretária de assistência sócia, Marcela Rodrigues, justificou sua ausência alegando que teria que acompanhar a visita de uma ministra na Capital. Já a secretária de educação, Leila Machado, não enviou justificava aos vereadores.