30 de setembro de 2020
Campo Grande 40º 23º

PT pode engrossar oposição a Olarte na Câmara de Vereadores

O PT (Partido dos Trabalhadores) pode se unir ao PPS, da vereadora Luiza Ribeiro, e se tornar oposição na Câmara Municipal ao prefeito Gilmar Olarte (PP). Segundo o vereador Airton Araújo, que participa da sessão comunitária na Vila Nasse, a bancada municipal petista, composta por ele, Thais Helena e Zeca do PT, se reunirá amanhã ou sexta-feira com o senador Delcídio do Amaral e com os presidentes das executivas estadual e municipal, Paulo Duarte e Gildo Oliveira para definir o posicionamento do partido na Casa de Leis Municipal. "Vamos conversar, mas acredito que deve sair uma posição para que sejamos oposição", afirma Airton. Segundo o vereador, o partido precisa tomar uma posição e sair da condição de independente, que, para ele, não passa de uma indecisão política, que não pode permanecer. O vereador explica que o PT nunca concordou com a cassação do ex-prefeito Alcides Bernal (PP) e garante que o partido não pode ser conivente com o que aconteceu no dia 12 de março de 2014. "Não podemos ser coniventes com o que está acontecendo" Airton também criticou o fato de o PT estar independente. De acordo com o vereador, não só o Partido dos Trabalhadores, mas qualquer outra legenda não podem se limitar a não escolher um ponto de vista, um posicionamento político dentro da Câmara. "A independência é para quem não quer compromisso com nada", diz o vereador. Heloísa Lazarini e Diana Christie