20 de abril de 2021
Campo Grande 32º 19º

Capital

Rose terá como prioridade resolver problemas de tapa-buracos e saúde

Ao lado de Rose Modesto, o governador Reinaldo Azambuja deu início à campanha para o segundo turno declarando que acompanhará de perto o pleito em Campo Grande. “Vamos mostrar ao eleitor que o projeto da Rose é realmente sustentável para melhorar a gestão pública aqui na Capital”, disse. Ele lembrou que a meta prioritária será resolver os problemas pontuais e de gestão, como recapeamento de vias, taba buracos e dar atenção à saúde básica, para que os postos de saúde funcionem bem, com médicos, remédios e oferta de exames à população.

Em coletiva à imprensa na tarde desta segunda-feira (3), Azambuja também considerou crucial o fomento ao emprego e renda na cidade. “Campo Grande precisa de atenção para a questão do emprego, pois é uma das capitais que mais perdeu vagas. E Rose e seu vice Cláudio (Mendonça) tem essa capacidade de dialogar bem com o setor empresarial”, completou.

Para o tucano, o grande desafio é resolver os problemas de uma cidade com a economia estagnada, em um momento de crise. “Não teremos aumento na arrecadação, nem de tributos, então como equilibrar as contas?”, questionou, revelando que o foco será reduzir as despesas, manter a receita e ser o mais eficiente possível. Em suas palavras, será “gastar menos com a Prefeitura para gastar mais com as pessoas”.

Em complemento, Rose Modesto apontou que suas propostas contemplam justamente tal eficiência. “Nosso plano de governo foi construído a partir de um ponto de vista técnico, financeiro e também das alianças que possibilitarão entregarmos o que estamos propondo”, explicou a vice-governadora, que já conta com 15 vereadores eleitos por sua coligação “Juntos por Campo Grande”, que reúne sete partidos: PSDB, PR, PDT, PSB, PRB, PSL e SD. Segundo ela, durante esta semana deve entrar em contato com os demais candidatos para apresentar sua proposta.

“Vamos mostrar a quem não chegou ao segundo turno a importância da gente se unir por algo concreto, por um projeto comum por Campo Grande. Afinal, esse não é um projeto de partido, nem pessoal. É um projeto de estado”, declarou a candidata, justificando a presença e o apoio do governador. Para ambos, ficou claro que será um governo conjunto, pautado pelo coletivo e, principalmente, pelos objetivo maior de ver Campo Grande crescer novamente. “E a eleição continua!”, finalizou.