16 de junho de 2021
Campo Grande 27º 14º

Segundo turno teve 3.238 urnas substituídas e 1.052 ocorrências no país

A- A+

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Dias Toffoli concedeu uma coletiva de imprensa na noite de ontem, anunciando que no segundo turno das eleições 2014, 3.238 urnas eletrônicas foram substituídas em todo o país.

Esse número corresponde a 0,75% do total das 434.057 urnas disponibilizadas para o pleito (428.894 urnas de votação e 5.163 urnas de recepção de justificativas).

Do total de equipamentos substituídos, 869 continham o leitor de identificação biométrica do eleitor. De acordo com o TSE, em apenas três seções eleitorais (uma em Minas Gerais, em Unaí, uma em Pernambuco, em João Alfredo, e outra em São Paulo, no bairro do Grajaú), foi necessário realizar a votação manual, por meio de cédulas eleitorais impressas.

Ao todo, mais de 530 mil urnas estiveram à disposição da Justiça Eleitoral para este segundo turno eleitoral, sendo 61.438 urnas de contingência e, o restante, urnas de reserva, que ficam armazenadas nos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs).

Ocorrências

A Justiça Eleitoral registrou 1.052 ocorrências neste segundo turno das Eleições 2014. Destas, 451 resultaram em prisão; as demais (601) foram solucionadas sem que nenhum cidadão fosse preso. As principais ocorrências foram de boca de urna, com 406 registros (268 com prisão e 138 sem prisão), e divulgação de propaganda, com  303 registros (48 com prisão e 255 sem prisão).

O Rio de Janeiro foi o estado que mais contabilizou ocorrências. Ao todo, foram 275 (174 com prisão e 101 sem prisão). Em seguida, vêm o Rio Grande do Norte, com 114 registros (33 com prisão e 81 sem prisão), e Minas Gerais, com 108 ocorrências (40 com prisão e 68 sem prisão).

Não foi registrada nenhuma ocorrência em todo o país envolvendo candidatos.

Dany Nascimento