18 de abril de 2021
Campo Grande 30º 19º

Câmara federal

Sem definição, deputados do PMDB se preparam para escolher novo líder

A uma semana para a escolha do novo líder do PMDB na Câmara dos Deputados, o deputado federal Leonardo Piccinani (RJ) e Hugo Motta (PB) seguem fazendo articulações para conquistar o maior número de adeptos que possam colaborar para suas respectivas candidaturas na Casa de Leis. A escolha do nome que comandará o PMDB na Câmara, está prevista para 17 de fevereiro.

Picciani conta com o apoio do Planalto, já o deputado Motta, próximo do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), tem recebido apoio da ala descontente do PMDB com o governo petista. Desde que anunciou sua candidatura, Motta tem tentado minimizar a importância do apoio de Cunha para uma possível vitória. O deputado presidiu a CPI da Petrobras, indicado pelo presidente da Casa, e conforme informações, o peemedebista aposta que vencerá independentemente desse apoio, mas por “ter mais condição de unificar a bancada”. O paraibano ainda lembra que se posicionou contrariamente ao impeachment de Dilma, mas admite que, como líder, seguirá a decisão da maioria da bancada.

O marco do racha no PMDB, que dividiu aliados e críticos do governo, foi o anúncio, em julho do ano passado, de rompimento pessoal de Cunha com o Executivo. Na época, Eduardo Cunha lançou uma campanha para que o vice-presidente da República, Michel Temer, e também presidente do partido deixasse o cargo, mas a investida não teve êxito.