24 de janeiro de 2021
Campo Grande 29º 22º

Siufi justifica descontrole e Bernal segue com discurso mostrando ações de sua gestão

O vereador Paulo Siufi (PMDB) justificou seu descontrole ao empurrar o líder da situação, Alex do PT, argumentando que petista tenta evitar a cassação do prefeito Alcides Bernal (PP) “no grito”.

Enquanto isso, o prefeito continua sua defesa declarando aos presentes que o erro dele foi lutar pela cidade e lembra que se solidarizou ao presidente da Câmara Municipal, vereador Mario Cesar (PMDB), quando este teve seu mandato cassado por suposta compra de votos.

“Estou defendendo o meu direito político. Não é justo cassar o meu mandato porque não faço parte da maioria dos grupos políticos desta Casa de Leis. Deem-me uma chance de trabalhar. Estou há um ano e meio sem poder respirar”, reclamou.

O prefeito ainda ironizou o trabalho do líder da oposição. “Parabéns Airton Saraiva (DEM), pelo seu brilhante papel de vereador de oposição. Você não deixou o prefeito trabalhar”, alfinetou.

Para mostrar que tem sido atuante em sua gestão, Bernal anunciou que amanhã será divulgado um investimento de R$ 75 milhões para Campo Grande que ele conseguiu em Brasília (DF) com a bancada federal.

O chefe do executivo também criticou o PMDB que ficou 16 anos no poder com os mandatos dos ex-prefeitos Nelsinho Trad e André Puccinelli, mas, segundo ele, não resolveram os problemas da Capital.

“Se hoje tiver a cassação será inaugurado um tempo de ações inimagináveis. Ninguém é perfeito, somente Deus. Eu não tive condições políticas favoráveis”, pontuou.

Bernal ressalta que resolveu a questão do prédio da Câmara durante esta semana e brinca que se não fosse eles, os vereadores estariam trabalhando no “jardim”.

Diana Christie e Heloísa Lazarini