22 de outubro de 2020
Campo Grande 33º 22º

Vereador Airton do PT afirma que Câmara precisa parar a "birra" com Bernal

O vereador Airton Araújo (PT) se mostrou indignado com o comportamento de seus colegas na Casa de Leis. "Semana passada perguntei a todos os vereadores que foram embora da sessão antes de votar o SIM (Selo de Inspeção Municipal)  por que fizeram isso e não tive reposta até hoje, e esta semana o projeto foi aprovado por unanimiade, o que é bom para população, mas podia ter sido feito antes sem tumulto", afirma Segundo o vereador, o legislativo municipal precisa para com o que ele chama de birra contra prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP) e aprovar rapidamente os projetos que são bons para sociedade. "Acredito que o agricultor ganhou muito com isso,  Campo Grande poderá até exportar para outros estados seus produtos da agricultura familiar. Não precisava criar esta polêmica toda." O vereador deixou escapar que a saída em massa dos vereadores presentes, em especial os da oposição, foi orquestrada pela vereadora Grazielle Machado (PR), segundo Airton, foi ela quem "comandou o esvaziamento". Airton também destacou que a aprovação do projeto de isenção do ISSQN (Impostos Sobre Serviços de Qualquer Natureza) que irá permitir manter a tarifa de ônibus em R$ 2,70 será de extrema importância para população. "Ganha o empregado e o empregador, é bom para todos", afirma. Airton destaca que o valor da tarifa poderia ser reduzido ainda mais, desde que o governador dom Estado, André Puccinelli (PMDB) isente a cobrança de ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviço) do diesel. O imposto está congelado há quatro anos. Heloísa Lazarini e Diana Christie