20 de outubro de 2020
Campo Grande 30º 21º

Vereadores da base aproveitam discurso para fazer solicitações a Bernal

Alguns vereadores da base de sustentação do prefeito Alcides Bernal (PP) aproveitaram seus discursos na cerimônia de retorno das atividades da Câmara Municipal para fazer algumas solicitações ao chefe do executivo municipal que estava presente na solenidade.

Após um discurso de harmonia e pedido de paz entre legislativo e executivo, o vereador Edson Shimabukuro (PTB) aproveitou o finalzinho de sua fala para pedir publicamente que o prefeito apoie a festa do centenário da colônia japonesa.

O vereador Paulo Pedra (PDT) assumiu o compromisso de trabalhar pela governabilidade e ajudar com sugestões para estar mais próximo da administração em 2014. Entre essas sugestões, ele pediu publicamente pelo aumento das escolas integrais, implantação de outra escola agrícola, de restaurantes populares e que a prefeitura ajude na construção do hospital do trauma.

Pedra ainda fez algumas críticas à gestão do ex-prefeito Nelsinho Trad. “Eu já fiz denúncia na administração passada de criança que come salsicha num dia e no outro também. E nós sabemos que a salsinha é o alimento mais cancerígeno”.

Por outro lado, Carlão (PSB) preferiu não fazer nenhuma reivindicação de obras no plenário e garantiu estar pronto para ajudar. Cazuza (PP) destacou os projetos da gestão atual e afirmou que “é a primeira vez na história que vemos um partido que não se elegeu com investidas de grandes partidos”.

Luiza Ribeiro (PPS) defendeu uma gestão de coalizão para formar a maioria no legislativo e a descentralização do poder. “Para isso é preciso abrir mão do poder. Entregar parte do poder político e o prefeito aceitar representatividade política de outros partidos”.

Zeca do PT  ressaltou que Bernal teve dificuldades em 2013 principalmente por assumir após 20 anos de gestão peemedebista e comparou os problemas  da gestão atual àqueles enfrentados por ele há 16 anos quando assumiu o governo do Estado.

Diana Christie