29 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 23º

BARBÁRIE | INTERNACIONAL

Jovem mata pai, mãe, avó e irmã degolados para eles não descobrirem mentira

Caso aconteceu em 2019. Jovem foi condenado a prisão perpétua nesta 2ª-feira (26.out)

Leia também

• Filha mata pai com veneno para carrapato em visita à UTI

• Canadá procura brasileiros interessados em estudar ou trabalhar em Québec

Menhaz Zaman, de 24 anos, matou sua mãe, pai, irmã e avó dentro da casa de sua família na Avenida Castlemore Estrada em Markham, Canadá, na tarde de 27 de julho em 2019. Ele se desculpou por suas ações durante uma audiência de sentença na manhã desta 2ª-feira (26.out.2020), dizendo que amava sua família e que eles nunca deveriam ter passado por isso. Os assassinatos foram para garantir que sua família não descobrisse uma mentira que ele vinha sustentando desde 2015. 

“Gostaria de apenas pedir desculpas a qualquer pessoa que tenha causado impacto negativo em minhas ações”, disse Menhaz no tribunal virtual de dentro do Centro Correcional do Centro-Leste, enquanto usava um macacão laranja. “Especialmente para as pessoas que conheciam minha família - amigos e entes queridos que eu conheço, nunca poderiam ter visto algo assim acontecendo comigo - Sinto muito.", relatou. 

“Foram assassinatos horríveis, monstruosos e brutais. Eles aconteceram na casa da família onde as quatro vítimas viviam com Zaman ", disse o promotor da Crown, K.J. Stewart.

As vítimas foram: sua irmã Malesa Zaman de 21 anos, seu pai Moniruz Zaman de 59 anos, sua mãe Momotaz Begum de 50 anos e sua avó Firoza Begum de 70 anos.

De acordo com uma declaração de fatos apresentada em tribunal em uma data anterior, Zaman matou sua mãe primeiro às 15h e, em seguida, sua avó cerca de uma hora depois. Ele então se sentou jogando videogame e cochilando enquanto esperava que seu pai e sua irmã voltassem do trabalho. Ele matou sua irmã por volta das 23h e seu pai cerca de uma hora depois disso.

“As autópsias revelaram que ele havia golpeado cada um deles na cabeça, provavelmente com uma barra de cabeceira, e quando eles caíram no chão, ele cortou suas gargantas”, disse a declaração de fatos acordada.

MOTIVAÇÃO DO CRIME

A casa na Avenida Castlemore, onde ocorreram os assassinatos na tarde de 27 de julho de 2019.A casa na Avenida Castlemore, onde ocorreram os assassinatos na tarde de 27 de julho de 2019. Foto: CTV News.  

O suspeito contou à um amigo que sentiu vergonha porque sua família acreditava que ele estava estudando engenharia na Universidade de York. Ele estava matriculado em um programa de engenharia eletrônica no Seneca College, mas desistiu em 2015 devido a notas baixas.

Depois de falhar, ele passava seu tempo em um shopping próximo e em uma academia, mentindo estar estudando.

Sua família acreditava que Zaman se formaria em 28 de julho de 2019 - um dia após os assassinatos.

O tribunal decidiu decretar uma pena de prisão perpétua sem possibilidade de liberdade condicional durante 40 anos pelos quatro homicídios.

*Com informações do CTV News.