18 de junho de 2021
Campo Grande 27º 15º

Eduardo Romero critica reajuste de tarifa de ônibus na Capital

A- A+

O vereador Eduardo Romero, usou da palavra na manhã de hoje, durante sessão na Câmara de Vereadores, para contestar o preço das tarifas  de ônibus do transporte  urbano de Campo Grande, que deve chegar a R$ 3,00. O consórcio Guaicurus, que opera os serviços do transporte coletivo na Capital, cobra a prefeitura de Campo Grande, retroativamente, os dias sem aumento da tarifa, que deveria acontecer no dia 25 de outubro. A empresa já alega um prejuízo que gira em torno de R$ 400 mil, porém, o parlamentar lembrou a todos que, quem está sendo prejudicado é o usuário do transporte e o próprio município, e explicou os motivos. A empresa deveria ter reduzido a tarifa do passe no mês de junho de 2013, já que no final de maio, foi desonerado pela União os impostos do Pis e Confins, incidindo assim na planilha de custos do transporte. A redução em Campo Grande só aconteceu em primeiro de julho, ou seja,  um mês após o devido. A redução de R$ 0,10, fez com que a passagem caísse de R$ 2,85 para 2,75. Se estudar o número de usuários do transporte coletivo, superior a 270 mil pessoas, somente em um mês a empresa lucrou mais de R$ 677 mil. Com isso, para o parlamentar, a empresa “deve” aos usuários e ao município, já que não foi revertido o valor em melhorias. Para Romero, faltam ônibus de boa qualidade, bons terminais, pontualidade no horário, dentre outros fatores que poderiam ser melhorados e não foram. Tayná Biazus