14 de junho de 2021
Campo Grande 27º 13º

Instituto Mirim atribui greve de professores à perseguição política

A- A+

O Instituto Mirim de Campo Grande, por meio de sua assessoria, enviou uma Nota de Esclarecimento, explicando à respeito da paralisação por parte de alguns professores. A ONG (Organização Não Governamental ) é coordenada por um conselho deliberativo e tem à frente a presidente Mozania Ferreira Campos, indicada pelo prefeito cassado Alcides Bernal (PP).

Segue nota enviada:

"O foco principal da atual diretoria do Instituto Mirim de Campo Grande são os jovens atendidos pela instituição, dessa forma vem ao longo dos dois últimos anos implementando diversas ações que colaboram para a excelência educacional e para a formação e preparação desses jovens para o mercado de trabalho.

Dentre algumas ações, a que diz respeito ao treinamento dos profissionais é uma das que mais tem sido trabalhada, de forma que os mesmos estejam capacitados a oferecer o melhor aos alunos, como capacitação dos professores por assessoria externa, conquista do PL – Planejamento Livre de acordo com SEMED, certificação de empreendedorismo, material pedagógico adequados, reuniões pedagógicas.

Sendo assim, a diretoria do Instituto Mirim de Campo Grande esclarece que não há motivos legais e até mesmo morais para qualquer tipo de manifestação, como a promovida por alguns professores.

Hoje em dia, pais, diretores e professores das escolas públicas e privadas lutam pela instalação de equipamentos de segurança, pois entendem a importância dos mesmos.  Por isso é de estranhar que às vésperas da eleição, esses professores venham reclamar de medidas tomadas para a segurança dos alunos e da atual diretoria, que chegou a ir ao Ministério Público lutar por estes professores.

A motivação para tais queixas parece ter origem nos problemas políticos que vêm causando inúmeros transtornos nos últimos tempos, assim como questões pessoais envolvidas que não nos dizem respeito.

É preciso pensar primeiro nos alunos e suas necessidades e deixar esse ranço político de lado. As eleições para a escolha da nova diretoria transcorrerão normalmente e a atual diretoria seguirá todos os trâmites necessários para que as mesmas aconteçam com idoneidade, transparência e sem pressões políticas.

Também é extremamente importante informar que a diretoria já tomou providências para que as aulas não sejam prejudicadas e dessa forma as mesmas transcorrem normalmente.

Assim como tivemos muitas dificuldades para concluir nosso processo seletivo 2015 e não desistimos, e entendemos que a missão de formação para o mercado de trabalho e inclusão social dos nossos adolescentes, continuaremos com o trabalho desenvolvido pelo Instituto Mirim há mais de 30 anos.

Temos responsabilidade no cumprimento de nossa proposta de trabalho e seguiremos com seriedade e determinação contribuindo com a formação dos alunos, por meio de projetos e ações como o lançamento do Livro, Abrace esta Ideia e do Boletim Azul – uma atitude para conquista da excelência estudantil, o que demonstra que o trabalho continua com seriedade e determinação."