25 de junho de 2021
Campo Grande 30º 19º

PMDB exige troca de comando da Fundac e Seintrha para manter apoio a Olarte

A- A+

Os vereadores do PMDB de Campo Grande estão cada vez mais insatisfeitos com alguns dos secretários da administração do prefeito Gilmar Olarte. 

Embora o partido permaneça fiel ao prefeito, representado na figura do líder do chefe do executivo na Câmara, vereador Edil Albuquerque, o PMDB decidiu não fechar os olhos para as falhas do secretariado de Olarte e resolveu cobrar do prefeito troca de comando sob condição de rever o apoio.

Segundo o líder do partido na Casa, vereador Vanderlei Cabeludo, haverá uma reunião esta semana entre PMDB e prefeito para discutir ajustes na administração, e Fundac (Fundação Municpal de Cultura) e Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação) são prioridade. 

"Vamos cobrar a troca de comando da Fundac. Na minha opinião, não tem menor condição d fundação continuar com a Juliana Zorzo", diz Cabeludo. A cobrança surge no mesmo dia em que artistas da Capital ocupam pacificamente a fundação em protesto ao descaso com a cultura. As principais reivindicações são liberação dos recursos do Fmic e Fomteatro, fundos de incentivo à cultura, e destinação de 1% do orçamento para cultura, aprovado em lei.

Desmembramento

Outra pauta da reunião entre Olarte e PMDB é a Seintrha. Segundo Cabeludo, o partido vai pedir ao prefeito que considere o desmembramento da secretaria devido à incapacidade do atual secretário Valtemir Brito em administrar a pasta. De acordo com Vanderlei, ou Olarte divide a Seintrha para Caco ter menos áreas pra gerenciar, ou troca de secretário.

No entanto, Cabeludo deixou claro que o PMDB não irá indicar nenhum secretário. "Não temos interesse em assumir cargos na gestão de Olarte", diz o vereador. Ou seja, PMDB participa até seu própiro limite, apontando erros cobrando resultados, sem se misturar.