22 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 20º

Prefeito garante que não há recursos para grandes mudanças na avenida Júlio de Castilho

Após a finalização da obra de revitalização da Avenida Julio de Castilho, diversos comerciantes estão insatisfeitos com o trânsito, com as falhas que a avenida possui, como o alagamento em dias de chuva e nos últimos dias com as novas regras de estacionamento ao longo da via, onde o estacionamento fica proibido no período das 6 horas às 10 horas e das 16 horas às 19 horas, onde aqueles que não cumprirem passarão a ser multados pelos agentes de trânsito da Agetran.

O investimento para a obra da avenida, que começou na administração do ex-prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) no ano de 2012, é de mais de R$ 18 milhões, continuou na administração do ex-prefeito Alcides Bernal (PP) e agora, na administração de Gilmar Olarte (PP), o projeto ainda não foi concluído.

De acordo com o titular da Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), Semy Ferraz, a avenida precisa de pequenas adaptações, como rever a faixa amarela, checar a drenagem da avenida, para que não aconteçam mais alagamentos. “O que não dá é para voltar ao que era”, afirma Semy. Ainda conforme explicou o secretário, estão sendo discutidos os pontos da Julio de Castilho que devem ser melhorados e a segurança. “ Não podemos atender somente a vontade do comércio, mas vamos atender a vontade da maioria”, garante.

Já o prefeito Gilmar Olarte, assim como Semy, comentou da insatisfação dos comerciantes da região, com a mudança da avenida e que diversos diálogos estão acontecendo. “Estamos conversando, mas ficou claro que é difícil a situação da Julio de Castilho”.

Apesar de reconhecer as necessidades da Julio de Castilho, o prefeito Gilmar Olarte lembra que no momento a prefeitura não dispõe de recursos para uma grande mudança. “Há coisas que não precisam de recursos, essas nós vamos melhorando, também iremos adequar o projeto e fazer o orçamento para saber se há a possibilidade para melhorias na avenida”, finalizou.

Tayná Biazus