28 de setembro de 2020
Campo Grande 34º 24º

Prefeitura aumenta número de carros fumacê para evitar dengue

O número de notificações de dengue em janeiro deste ano caiu mais de 90% em relação ao mesmo período do ano passado. Essa queda se da ao trabalho de prevenção e à intensificação das ações de combate ao mosquito. Em janeiro passado foram registrados 23.421 casos da doença, ao contrário deste ano que foram registrados até o momento 195 casos.

A conscientização da população e os mutirões de limpeza em terrenos baldios, melhoria da limpeza pública das ruas, eliminação de criadouros do mosquito em terrenos baldios e a intensificação dos carros fumacês nas sete regiões de Campo Grande são os principais fatores que levaram a esta diminuição.

Em janeiro de 2013, Campo Grande enfrentava uma grave epidemia de dengue com o registro de cerca de 1.000 casos por dia.  O município declarou na época situação de emergência. Durante a epidemia aconteceram oito óbitos e 73 casos de febre hemorrágica.

Vencida a batalha após intenso trabalho realizado em parceria com vários segmentos da sociedade civil, o próximo objetivo era prevenir futuras epidemias.  As ações de prevenção que aconteceram durante o ano passado contribuíram para a queda significativa de notificações ocorridas até este mês.

Hoje, cerca de 500 agentes de controle de endemias trabalham diariamente no combate e na prevenção do mosquito da dengue nas regiões de Campo Grande, além dos 1600 agentes comunitários de saúde que ajudam na prevenção e orientação. Uma estrutura que conta com seis caminhões e duas máquinas que limpam os locais com grande acúmulo de lixo, como terrenos baldios, vias públicas e depósitos. Mas segundo Alcides o lixo é reposto muito rápido, pois a própria população joga entulhos nos locais.

Para dinamizar e combater com mais eficácia os focos da dengue, 14 carros Fumacês fazem diariamente o trabalho de borrifar e pulverizar todas as regiões da cidade de segunda a sexta-feira.

Quem quiser denunciar situações que possam facilitar o avanço da doença no município, além de tirar dúvidas sobre a dengue e informar casos suspeitos para direcionar os trabalhos desenvolvidos pela Secretaria Municipal de Saúde, pode ligar para o 3313-5000 ou 3313-5001.

Tayná Biazus