18 de maio de 2021
Campo Grande 32º 19º

Campo Grande

Prefeitura promove curso de capacitação para utilização de armas letais semi-automáticas

A- A+

A Guarda Civil Metropolitana, por meio da Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social, vai passar por mais um curso de capacitação. Desta vez, os guardas municipais passarão pelo Curso de Capacitação para Utilização de Armamento Letal, semi-automático (pistola .40), em parceria com a Polícia Federal. Com esta capacitação, 35% do efetivo estará autorizado a portar este tipo de armamento e estar em condições de atuar na prevenção e redução da criminalidade.

O prefeito Marquinhos Trad conta que a Prefeitura de Campo Grande tem investido cada vez mais em capacitações e na compra de equipamentos que promovam um trabalho mais eficiente da segurança pública. "Temos investido muito na valorização dos servidores, no caso da Guarda Civil Metropolitana, podemos citar a aprovação do Plano de Cargos, Carreira e Salário, a troca total da frota de veículos, a aquisição de equipamentos como coletes, drones, armamentos e muito mais", enumera.

O objetivo do curso é dotar a Guarda Civil Metropolitana de Campo Grande de conhecimento técnico para o emprego da pistola .40 nas ações de sua competência previstas na Lei Federal 13.022-2014 e Lei Complementar Municipal 358-2019.

O secretário Especial de Segurança e Defesa Social, Valério Azambuja, ressalta que a Guarda Civil Metropolitana de Campo Grande continua em evolução permanente. "Com a capacitação deste grupamento, 35% do efetivo hoje armado ficará autorizado a portar armamento letal, pistola .40, estando em condições de atuar, a partir de julho. Ressalta-se que o efetivo de 70% da GCM possui capacitação para o uso de armamento letal. Após a conclusão da referida capacitação, essa força de trabalho será integrada às demais instituições de segurança para atuação na redução e prevenção da criminalidade", pontua.

São 220 candidatos, que foram divididos em 11 turmas de 20 agentes, que passarão pelo treinamento com todas normas de biossegurança. Para capacitar todo o efetivo previsto serão necessários 90 dias. O período da capacitação será de maio a julho de 2021.

A capacitação é realizada em parceria com a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal. O curso é homologado pela Polícia Federal e ao final do mesmo são emitidos os portes de armas. Já a Policia Rodoviária Federal ofertou os armamentos, os professores e o stand de tiros para que o curso fosse realizado.