23 de junho de 2021
Campo Grande 30º 17º

SÓ NO BRASIL | BOLSONARISMO

Dia das Mães: churrasco de Bolsonaro teve picanha de R$ 1,7 mil o quilo

Ostentação ocorre justamente em um momento que a população vem sofrendo a redução de seu poder de compra; Presidente resolveu deixar o pão com leite condensado de lado e ostentou com a "picanha Mito", vendida pelo Frigorífico Goiás

A- A+

No último dia 9 de maio, Dia das Mães, Jair Bolsonaro realizou um churrasco no Palácio da Alvorada onde seu buffet assou peças de picanha que custam R$ 1.799,99 o quilo.

Um amigo do presidente, que se apresenta como ‘churrasqueiro dos famosos’, foi contratado para preparar a carne e postou uma foto em suas redes sociais uma foto ao lado de Bolsonaro.

Na imagem, cada um segura uma peça de carne em uma embalagem personalizada com o slogan da última campanha presidencial: “Brasil, acima de tudo, Deus acima de todos”.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, a peça com a embalagem personalizada é vendida por um frigorífico em Goiás com o nome de “picanha mito”. Sem a embalagem personalizada, a picanha de gado da raça wagyu, de origem japonesa, é vendida por R$ 1.799,99 o quilo.

Conforme a apuração da Folha, uma peça, como a da foto do presidente com o churrasqueiro, tem em média 350 g e custa cerca de R$ 600.

CONTROVERSA

A “ostentação” de Bolsonaro ocorre justamente em um momento que a população vem sofrendo a redução de seu poder de compra diante da disparada do preço dos alimentos e, impactada pela redução do auxílio emergencial, já se depara com a volta da fome.

De acordo com o Inquérito Nacional sobre Segurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19, conduzido pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Pensssan) e divulgado em abril deste ano, a fome atingiu 19 milhões de brasileiros em 2020.

A pesquisa também revelou que 116,8 milhões de brasileiros viveram com algum grau de insegurança alimentar nos últimos meses, o que corresponde a 55,2% dos domicílios.

SEM A MÃE

Dona Olinda Bolsonaro mora em Eldorado, região do Vale do Ribeira, no interior de São Paulo, a 248 quilômetros da capital paulista. Bolsonaro não passou o dia das mães com ela, devido ao coronavírus, que apesar de menosprezar, alega que a idosa deve ficar isolada. 

Para celebrar a data à mãe, o presidente apenas publicou nas redes sociais uma foto com Dona Olinda, 9de 3 anos e desejou feliz Dia das Mães aos seguidores.