10 de abril de 2021
Campo Grande 35º 20º

Difamação

Exonerados prometem entrar com ação de danos morais contra Bernal

Os ex-ocupantes de cargos de comissão que foram exonerados da Prefeitura Municipal de Campo Grande logo após o retorno de Alcides Bernal (PP) ao Executivo, em 27 de agosto de 2015 deverão entrar com ação de danos morais contra o prefeito. Segundo a advogada Jacqueline Hildebrand Romero, na próxima semana um grupo de ex-servidores municipais entrará com ação reparatória de indenização em fincão das declarações de Bernal. “Pelo fato de o prefeito dizer que os funcionários eram fantasmas. Todos eles têm horas trabalhadas e podem comprovar. Além da falta do acerto que ele já disse que não vai pagar, eles estão se sentindo prejudicados com isso”, disse a advogada.

Bernal tem alegado existência de supostos servidor fantasmas para não quitar a rescisão contratual dos exonerados que exerciam função na gestão do então prefeito afastado Gilmar Olarte. Nesta sexta-feira (22), o prefeito voltou a dizer que técnicos estão realizando auditorias para verificar a existência ou não  de “funcionários fantasmas”. “Eu  já entrei com ação no mês de setembro e está marcada para o mês de abril”, acrescentou Jacqueline Hildebrand.

O pagamento dos ex-comissionados estava previsto para o dia 20 de janeiro, o que não ocorreu. Em dezembro de 2015, Bernal havia se comprometia em quitar a folha de rescisão dos ex-servidores. No total, a dívida gira em torno de R$ 3,5 milhões, segundo secretário de Planejamento, Finanças e Controle, Disney Fernandes.