30 de setembro de 2020
Campo Grande 40º 23º

Para prefeito, manifestação de servidores dos Ceinfs é "orquestrada"

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), afirmou na manhã de hoje que irá se reunir às 17 horas com os servidores dos Ceinfs (Centro de Educação Infantil), para discutir sobre os pedidos das reivindicações. Por volta das 10 horas, centenas de funcionários terceirizados pelas empresas Seleta (Sociedade Caritativa e Humanitária) e a Omep (Organização Mundial para a Educação Pré-Escolar) se reuniram em frente a Prefeitura Municipal em protesto, por diminuição da carga horária, de 8 horas/dia para 6 horas/dia e o aumento de 10% nos salários.Para Olarte, esses servidores são uma minoria e estão buscando seus direitos de forma errada, referindo-se a greve. “Quem vem com o intuito de guerra, não tem êxito”. Ainda de acordo com o prefeito, no ano passado as condições de trabalho dos servidores eram piores do que a desse ano, e referindo-se a manifestação afirmou “cheiro de orquestração”. Gilmar Olarte reafirmou sua proposta de aumento salarial em 8%, a diminuição para carga horária de 7 horas/dia, além do auxílio maternidade de seis meses, a qual não foi aceita e por esse motivo, irá se reunir às 17 horas com uma comissão que representa os servidores para mais uma vez, tentar o diálogo e chegar a uma definição. “O que não pode é nossas crianças ficarem sem o Ceinf, o que não pode pe o trabalhador não ter onde deixar seus filhos e as famílias sairem prejudicadas”. O prefeito afirmou que jpá determinou todas as medidas necessárias para que amanhã os centros infantis voltem a funcionar. Tayná Biazus