17 de junho de 2021
Campo Grande 26º 15º

Tomada pela tristeza, proprietária de labradora procura sua companheira

A- A+

Com lágrimas nos olhos e tristeza no coração, Maria Pedro, proprietária da Mel, uma cadela da raça labrador, procura por sua companheira que desapareceu de sua residência. Por volta das 6h, a mãe de Maria percebeu que Mel havia sumido. O que intriga a proprietária é que não havia como ela escapar, já que sua casa é murada.

Mel, contou  Maria, foi o último presente de seu pai, falecido no ano de 2009. Mel vem de uma ninhada de nove filhotes, era a mais fraquinha e pequena entre eles, e por esse motivo, todos acreditavam que ela não sobreviveria. “Nós cuidamos tão bem dela que se tornou a filhote mais forte e gorda, comia de tudo sempre, até casca de banana que adora. Durante esses seis anos teve alguns problemas de saúde embora fosse sempre saudável.”, conta.

Conforme explicou, sua casa possui um muro bastante alto, além de um portão de ferro fechado com um grande cadeado, impossibilitando assim a fuga. Por esse motivo, a proprietária suspeita do roubo do animal, já que, seus vizinhos também tiveram seus cachorros de raça roubados.

O que mais intriga maria, é o que pode ser feito com Mel. O seu maior medo é que ela tenha sido roubada por uma quadrilha e utilizada para a reprodução. Situações como essa já foram identificadas em outros estados, como por exemplo, São Paulo.

No município de Piedade (SP), no ano passado, dez cadelas, sendo oito goldens retrievers e uma cocker cega, foram vítimas da exploração de criadouros. Os animais eram usados para reprodução de filhotes, para serem revendidos. Muitos desses animais são comercializados em pet shops, estabelecimentos do ramo e até por aqueles que se dizem “criadores”.

Maria está desesperada, pois, além de amar seu animal de estimação ela representa a presença de seu pai.  “Amo muito ela, ela sempre foi muito brincalhona e dócil, nessas fotos mesmo sempre com um pau o manga na boca, meu coração está em pedaços”, disse.

Aqueles que souberem do paradeiro da Mel, ou tiverem alguma informação sobre ela, basta entrar em contato com o MS Notícias ou com Maria, através dos telefones 3042-9142 ou 3305-6920.

Tayná Biazus