24 de fevereiro de 2021
Campo Grande 33º 21º

Audiência entre Bernal e Puccinelli no TJMS é adiada para 2016

Leia também

• Secretário de Bernal é “bombardeado” em rede social após criticar Zeca do PT

• Secretário de Bernal deve medir palavras antes de falar do PT, diz presidente do partido

Não será esta semana que prefeito Alcides Bernal (PP) irá encontrar o ex-governador André Puccinelli (PMDB) no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul para resolver perante a Justiça desavenças entre eles após Bernal ter acusado Puccinelli de chamá-lo de ladrão. A audiência marcada para terça-feira (17) entre os dois foi cancelada e transferida para 2016.

Segundo site do TJMS, no dia 12 deste mês, a juíza Elisabeth Rosa Baish, da 3ª Vara do Juizado Especial Central, decretou alteração da data do encontro entre Puccinelli e Bernal. A nova audiência entre eles será dia 3 de março de 2016.

A decisão, conforme sistema de busca processual do TJMS,  acata pedido do ex-governador, porém, não há divulgada justificativa de Puccinelli. “Defiro pedido de f. 520/521, e redesigno a audiência preliminar para o dia 08/03/2012 às 13h45. Cancela-se da pauta audiência designada para o dia 17/11/2012 às 14h45. Intimem-se as partes”, diz o despacho da juíza.

A briga judicial entre Puccinelli e Bernal teve início em 2013, dias após cassação de Alcides Bernal. Segundo progressista, que denunciou André por calúnia e injúria a queixa-crime, o ex-governador teria dito no dia 23 de março, que Bernal era “ladrão” e “montou uma quadrilha para roubar a prefeitura”. A suposta declaração teria sido feita em durante agenda pública em Dourados – distante 228 quilômetros de Campo Grande.