19 de abril de 2021
Campo Grande 31º 20º

Solurb

‘Se tem cobrança indevida, tem de ressarcir cofres públicos’, diz Siufi

Após a divulgação dos dados apresentados na manhã desta quinta-feira (11) pela diretora da Agência de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Campo Grande (Agereg), Ritva Vieira, e pelo secretário municipal de Finanças, Disney de Souza Fernandes, no qual detalham os serviços prestados pelo Consórcio CG Solurb, na Capital, o vereador Paulo Siufi (PMDB) afirmou ao MS Noticiais que espera que o Executivo encaminhe o levantamento à Câmara, para que os vereadores possam ter conhecimento dos dados.

Pelo relatório a empresa, que é responsável pela coleta de lixo no município recebeu ao menos R$ 8 milhões a mais por serviços não prestados. Conforme Paulo Siufi, caso seja comprovado o superfaturamento dos serviços, a Prefeitura tem de ser ressarcida. “Ainda não tenho conhecimento do relatório, mas se tem cobrança indevida, tem que ressarcir os cofres públicos”, afirma o vereador.

De acordo com o procurador do município Denir Nantes, todo valor cobrado irregularmente assegura a devolução em dobro, o que pode resultar na devolução de pelo menos R$ 16 milhões à Prefeitura Municipal de Campo Grande.

Conforme informou o procurador, o departamento jurídico da Solurb receberá uma cópia da auditoria juntamente com um DVD, explicando como ocorreram as audições.