20 de junho de 2021
Campo Grande 25º 13º

MEIO AMBIENTE | CASSILÂNDIA

"Bom moço", idoso é multado em R$ 64 mil por enjaular e comercializar animais silvestres em MS

Araras, macacos, jabutis, papagaio, periquito e pomba estão entre os animais resgatdos; infrator é dono de chácara em Cassilândia (MS)

Um idoso de 78 anos, dono de chácara em Cassilândia, foi atuado ontem (4. maio) após denúncia anônima revelar que ele mantinha comércio ilegal de animais silvestres em sua chácara nos arredores de Cassilândia, no interior de Mato Grosso do Sul. Cerca de 29 animais foram resgatados no local,

Segundo a Polícia Militar Ambiental (PMA) do município, a denúncia veio do Sistema de Ouvidoria do Ibama de MS. Depois disso, junto com o Instituto de Meio Ambiente do Estado (Imasul), a PMA Cassilândia realizou a operação de apreensão e resgate dos animais. 

À polícia o idoso tentou passar por “bom moço”, alegando que recebia os animais de pessoas da cidade, que os bichos chegavam machucados e ele então os cuidava, porém, os Policiais e fiscais não acreditaram na história e calculam que ele mantinha para comércio, inclusive, aparentemente ele estava reproduzindo alguns bichos, como os jabutis, que dos 17 animais, vários eram filhotes. Além do idoso, sua esposa também participava do esquema e juntos anunciavam a venda dos animais nas redes sociais.

Em cativeiros haviam sete araras, um casal de macacos-prego, um periquito, um papagaio, uma pomba silvestre, além de 17 jabutis. A exceção das araras que estavam com as asas cortadas e soltas na chácara, todos os animais eram mantidos em locais fechados. Os bichos que não tinham origem legal e que foram capturados na natureza foram apreendidos.

Conforme a PMA, mesmo se fosse verdade a afirmação, o infrator precisaria de autorização do órgão ambiental para receber, possuir, ou manipular qualquer animal silvestre. Ele foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 64.000, por manter em cativeiro fauna silvestre sem autorização ambiental e responderá por crime ambiental, que tem pena prevista de seis meses a um ano de detenção. Os animais foram encaminhados ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), em Campo Grande.

VEJA O VÍDEO: 

Mato Grosso do Sul recebe novo lote com 97.500 doses da vacina contra Covid-19 neste domingo
Geral
há 58 minutos

Mato Grosso do Sul recebe novo lote com 97.500 doses da vacina contra Covid-19 neste domingo

Distribuição de cobertores para famílias carentes coincide com chegada do inverno
Geral
há 2 horas

Distribuição de cobertores para famílias carentes coincide com chegada do inverno

Aplicativo MS Digital libera Carteira de Identificação Desportiva
Política
há 2 horas

Aplicativo MS Digital libera Carteira de Identificação Desportiva

Domingo gelado no sudoeste de Mato Grosso do Sul 
Política
há 2 horas

Domingo gelado no sudoeste de Mato Grosso do Sul 

Parque das Nascentes do Rio Taquari conta com Centro de Visitantes para receber turistas
Política
há 2 horas

Parque das Nascentes do Rio Taquari conta com Centro de Visitantes para receber turistas

Leilão Detran: último dia para visitação de veículos para sucata aproveitável
Política
há 2 horas

Leilão Detran: último dia para visitação de veículos para sucata aproveitável