12 de abril de 2021
Campo Grande 32º 20º

Sujeira

Casos de dengue aumentam, e terrenos baldios estão entre "vilões" da epidemia

Mato Grosso do Sul está vivendo assombrado pelo mosquito Aedes aegypti, o governador do Estado Reinaldo Azambuja (PSDB) declarou situação de emergência devido à epidemia por dengue e à introdução do vírus Zika e febre Chikungunya em um decreto oficial na quinta-feira (28). 

Em Campo Grande a situação não é diferente. O prefeito da Capital Acides Bernal (PP) também declarou situação de emergência em Campo Grande, através do decreto nº 12.806 publicado no Diário Oficial do Município de segunda-feira (18).

Porém, basta caminhar por alguns bairros de Campo Grande para é observar que muitos terrenos continuam particulares continuam sendo usados como depósitos de lixo e se tornaram motivo de brigas e discussões entre moradores que reclamam da falta de conscientização de vizinhos e também de caçambeiros que depositam restos de entulhos em terrenos baldios.

Prédio abandonado na região central de Campo Grande

“Esse terreno é particular, já foi denunciado, acho que o dono até foi multado, mas a limpeza que é bom não foi feita, enquanto isso a gente convive com a sujeira”, disse Haroldo Paiva Pereira, que trabalha na região da Rua 13 de Junho no centro da Capital e convive com um prédio. 

No Bairro Center Park, os moradores enfrentam mesmo problema, o presidente do bairro Paulo Cesar Lima de Sousa, 46 anos, conta que já presenciou diversas vezes pessoas aproveitando o terreno abandonado para despejar entulhos, restos de materiais de construção e animais mortos. “Existe uma área grande que é da Prefeitura que o pedido de limpeza já foi feito, mas esse terreno aqui da Rua Monte das Oliveira é particular, e as pessoas não tomam consciência de fazer a limpeza.”

Fora as diversas reclamações e denúncias que o MS Notícias recebe diariamente de terrenos públicos e particulares com sujeiras e focos do mosquito transmissor de doenças, a redação flagrou na manhã desta segunda-feira (1) vários entulhos na Avenida Lúdio Coelho sentido bairro centro, e segundo informações de moradores da região, esses entulhos estão na beira da pista à aproximadamente 15 dias.

 

Aumento de casos

A Capital iniciou o ano com duas mortes que estão sob suspeita de dengue. Segundo dados divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), o município já soma 2,5 mil casos notificados de dengue, de 1º de janeiro até a última sexta-feira (29). Conforme  a secretaria, foram confirmadas 9,48 pessoas picadas pelo mosquito Aedes aegypti por dia. De acordo com a Sesau, foram constatados 275 casos confirmados da doença. Os técnicos do órgão notificaram 458 casos de zika vírus e outros dois casos suspeitos. Além disso foram registrados 62 casos de chikungunya.

Na última sexta-feira (15), Ministério da Saúde divulgou levantamento, apontando Mato Grosso do Sul como o oitavo estado brasileiro com maior número de casos confirmados de dengue. Conforme o órgão, o balanço levou em conta os números de 2015 em relação aos registros de doentes em estado de alerta, ou seja, aqueles em observação e cujo quadro pode se agravar. De acordo com Secretária de Saúde do Município, Campo Grande fechou 2015 apresentando epidemia de dengue com 13.825 casos notificados e 4.013 confirmações da doença.

Denúncia e multa

É importante ressaltar que a Prefeitura Municipal de Campo Grande disponibiliza um disque denúncia para que esses casos possam ser levados ao conhecimento da administração e os responsáveis sejam devidamente multados. As denúncias podem ser feitas pelos números 156 ou (67) 3314-4639 e o valor da multa pode chegar até R$ 8 mil.


Resposta da Prefeitura

Em relação aos entulhos identificados na Avenida Lúdio Martins Coelho, conforme informou Prefeitura de Campo Grande, a Seintrha não está dando prazo para execução desse tipo de serviço. A Prefeitura orienta que população denuncie, pelo telefone 156, flagrantes de caçambeiros jogando lixo em vias ou terrenos públicos. Conforme Prefeitura da Capital, informando número de telefone impresso na caçamba é possível multar proprietário. 

Tiroteio em escola do Tennessee deixa 1 morto e policial ferido
Variedades
há 19 minutos

Tiroteio em escola do Tennessee deixa 1 morto e policial ferido

Queiroga faz apelo para que vacinados não deixem de tomar segunda dose
Variedades
há 19 minutos

Queiroga faz apelo para que vacinados não deixem de tomar segunda dose

Registro de peixes no Rio Pinheiros cria esperança, diz especialista
Política
há 54 minutos

Registro de peixes no Rio Pinheiros cria esperança, diz especialista

Assembleia da Petrobras aprova destituição de Castello Branco
Economia
há 54 minutos

Assembleia da Petrobras aprova destituição de Castello Branco

PRF apreende 143,1 Kg de maconha em Caarapó (MS)
Polícia
há 1 hora

PRF apreende 143,1 Kg de maconha em Caarapó (MS)

Senado: Flávio Bolsonaro representa contra Kajuru no Conselho de Ética
Política
há 1 hora

Senado: Flávio Bolsonaro representa contra Kajuru no Conselho de Ética