21 de abril de 2021
Campo Grande 32º 18º

Governo aguarda notificação para dar continuidade às obras do Aquário do Pantanal

A- A+

A empresa Egelte Engenharia é a segunda colocada na licitação para concluir as obras do Aquário do Pantanal, porém através de uma liminar ela paralisou as obras alegando que o valor que a Proteco Engenharia Ltda, empresa que começou as obras, repassou para Egelte não é suficiente para a conclusão das obras, porém nesta terça-feira (8) a liminar foi derrubada, e a empresa deverá voltar às obras.

No dia 29 de outubro a Engelte Engenharia parou totalmente as obras do Aquário do Pantanal, a empresa alega não ser suficiente o valor repassado para ela com a saída da Proteco, além disso, a Egelte não acha viável dar continuidade no contrato que seria de outra empresa, ou seja, ela quer um novo contrato com novos valores e prazos.

No entanto essa liminar que a Egelte havia conquistado foi derrubada nesta terça-feira (8), com essa decisão a Agência Estadual de Gestão e Empreendimentos (Agesul), está aguardando uma notificação judicial para que a empresa volte aos canteiros de obra e a conclusão do Aquário do Pantanal seja feita.

Peixes em quarentena

Enquanto essas obras não recomeçam os peixes que já estão á espera da inauguração do Aquário, estão aos cuidados do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul).

Desde 30 de junho os peixes estão sendo mantidos em quarentena, são aproximadamente 7 mil peixes de 180 espécies, que estão em tanques provisórios em galpões.

De acordo com o diretor da Imasul, os gastos mensais com esses peixes incluindo pagamento de funcionários, alimentação e conservação, variam entre R$ 40 mil a R$ 50 mil por mês.