22 de junho de 2021
Campo Grande 28º 16º

Roubos e escuridão têm tirado tranquilidade de moradores do Jardim Aero Rancho

A falta de segurança tem predominado nas ruas Teresópolis e do Príncipe no Jardim Aero Rancho. Os moradores reclamam de escuridão devido à falta de bom funcionamento da iluminação pública, que favorece a ação dos marginais, que, segundo os moradores, se aproveitam de pessoas que estão na rua voltando para casa e praticam assaltos à mão armada.  

“No terreno da esquina tem muito mato. É uma cerca viva que tem ajudado na ação dos bandidos. Aqui de noite é um breu só. É muito perigoso. Muitas pessoas já foram assaltadas aqui. Eu já mesmo já fui assaltada. Chego tarde da noite em casa e é um risco pra mim. A iluminação pública é precária aqui. Aqui tem muitos usuários de drogas que com certeza são os que praticam os roubos”, disse ao MS Notícias Sabrina Martinelli, técnica em enfermagem moradora da rua Teresópolis.

A aposentada, Maria Pereira de 90 anos, uma das primeiras moradoras do bairro, também reclama da insegurança que está predominante no jardim Aero Rancho. “É muito esquisito aqui. Perigoso. Escuto gritos de noite de pessoas pedindo ajuda, possivelmente sendo atacada por marginais. As mulheres que sofrem, pois são as maiores vítimas”, contou a aposentada.

A auxiliar de escritório, Simone Melo, destacou que a iluminação pública às vezes funciona e as vezes não. “Funciona quando quer. Minha mãe foi vítima de tentativa de assalto, pois um homem correu atrás dela e estava armado com faca, mas felizmente não conseguiu roubá-la. Não temos segurança aqui. Chega de noite nos trancamos em casa. O pior de tudo é que pagamos a taxa de iluminação pública para não ter”, reclamou Simone mostrando o imposto de R$ 11,36 cobrado na conta de energia.

“Já nos deparamos com produtos de furto na rua do Príncipe nessa cerca viva. É muito mato e ajuda na ação dos bandidos. Já vi bicicleta roubada ali em baixo. Os assaltantes para ajudar a piorar quebram as luminárias dos postes pra ficar tudo escuro, já deram até tiro nas lâmpadas”, exclamou a dona de casa Elizangela Santana Alves.

A reportagem do MS Notícias procurou pelo proprietário da área onde fica a cerca viva, alvo de reclamação dos vizinhos, e encontramos o vendedor Márcio Ricardo, que cuida do local. Márcio contou que a área, que tem quase um hectare, é zelada por ele. “A cerca viva fica dentro do terreno e eu faço a limpeza constantemente e mantido em ordem. Vizinhos reclamam por reclamar. A altura da cerca viva é essa e não vou baixar. O problema não é isso, mas sim os marginais que andam no bairro, tiram a tranqüilidade e que não são culpa nossa”, explicou Márcio Ricardo.

 

Sedhast realiza evento on-line com foco nos refugiados, migrantes e apátridas em MS
Geral
há 41 minutos

Sedhast realiza evento on-line com foco nos refugiados, migrantes e apátridas em MS

Temperaturas em elevação e umidade do ar em queda a partir desta terça-feira
Política
há 1 hora

Temperaturas em elevação e umidade do ar em queda a partir desta terça-feira

A partir de julho de 2022, bomba de combustível terá assinatura digital para evitar fraudes
Política
há 1 hora

A partir de julho de 2022, bomba de combustível terá assinatura digital para evitar fraudes

Conferência na ALEMS marca a defesa da educação pública e da democracia
Política
há 10 horas

Conferência na ALEMS marca a defesa da educação pública e da democracia

Maracaju registra 39 novos casos e 01 novo óbito de Covid-19 nesta segunda-feir.
Política
há 10 horas

Maracaju registra 39 novos casos e 01 novo óbito de Covid-19 nesta segunda-feir.

Superintendente da PRF/MS recebe Delegado da DRF em Campo Grande (MS)
Polícia
há 13 horas

Superintendente da PRF/MS recebe Delegado da DRF em Campo Grande (MS)