24 de maio de 2024
Campo Grande 23ºC

26ª LESA PÁTRIA

Polícia Federal caça mais três golpistas bolsonaristas em MS

Federais estão nas ruas em busca de alvos em outros sete estados

A- A+

A Polícia Federal (PF) cumpre nesta 3ª.feira (16.abr.24), 3 mandados de busca e apreensão em Mato Grosso do Sul contra radicais bolsonaristas que integraram o 8 de janeiro. 

As ações foram autorizadas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

Além de MS, os federais caçam alvos em mais sete estados no âmbito da 26ª fase da Operação Lesa Pátria.

Segundo os investigadores, a Lesa Pátria visa achar e punir os golpistas que invadiram e destruíram os prédios dos Três Poderes, em Brasília, numa sanha golpista para mantar Jair Bolsonaro no poder.  Apura-se que os valores dos danos causados ao patrimônio público possam chegar à cifra de R$ 40 milhões.

"Os fatos investigados constituem, em tese, os crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido", disse a PF em nota

O judiciário determinou o bloqueio de bens dos investigados.

RESUMO DE TODAS AS FASES DA OPERAÇÃO LESA PÁTRIA:

A operação começou em 20 de janeiro, na primeira fase, com 8 mandados de prisão preventiva e 16 de busca e apreensão em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal.

Desde janeiro de 2023, a Operação Lesa Pátria teve 25 fases.

Desde então, foram cumpridos mandados de prisão e busca e apreensão em várias outras fases em diferentes estados do Brasil. Dentre as fases, vale destacar a 17ª fase foi realizada em 27 de setembro e prendeu Aildo Francisco Lima, que foi acusado de fazer uma live sentado na cadeira do ministro do STF Alexandre de Moraes durante os atos extremistas de 8 de Janeiro.

A 16ª fase, realizada em 5 de setembro, foi a  maior, tendo cumprido 53 mandados de busca e apreensão por determinação do STF em São Paulo, Mato Grosso do Sul, Ceará, Minas Gerais, Santa Catarina e Paraná.

TODAS AS FASES DA OPERAÇÃO LESA PÁTRIA

25ª fase (29 de fevereiro de 2024):

  • - 3 prisões em São Paulo e no Distrito Federal.
  • - 24 mandados de busca e apreensão.

24ª fase (18 de janeiro de 2024):

  • - 10 mandados de busca e apreensão (8 no Rio e 2 em Brasília).

23ª fase (8 e 24 de janeiro de 2024):

  • - Expedição pelo STF de 46 mandados de busca e apreensão e 1 de prisão.
  • - Cumprimento de 3 mandados de busca e apreensão em 24 de janeiro.

22ª fase (30 de novembro de 2023):

  • - Expedição pelo STF de 25 mandados de busca e apreensão e 3 de prisão.

21ª fase (28 de novembro de 2023):

  • - Expedição pelo STF de 7 mandados de busca e apreensão e 1 de prisão.

20ª fase (21 de novembro de 2023):

  • - Prisão de 2 alvos.
  • - Cumprimento de 10 mandados de busca e apreensão.

19ª fase (25 de outubro de 2023):

  • - Cumprimento de 13 mandados de busca e apreensão.
  • - Prisão de 5 pessoas.

18ª fase (29 de setembro de 2023):

  • - Exoneração do general da reserva Ridauto Lúcio Fernandes.

17ª fase (27 de setembro de 2023):

  • - Prisão de Aildo Francisco Lima.

16ª fase (5 de setembro de 2023):

  • - Cumprimento de 53 mandados de busca e apreensão.

15ª fase (29 de agosto de 2023):

  • - Cumprimento de 2 mandados de busca e apreensão.

14ª fase (17 de agosto de 2023):

  • - Prisão de um pastor e uma cantora gospel.

13ª fase (27 de junho de 2023):

  • - Cumprimento de 1 mandado de busca e apreensão.

12ª fase (23 de maio de 2023):

  • - Cumprimento de 4 mandados de busca e apreensão e 1 de prisão preventiva.

11ª fase (11 de maio de 2023):

  • - Cumprimento de 22 mandados de busca e apreensão.
  • - Bloqueio de R$ 40 milhões em bens.

10ª fase (18 de abril de 2023):

  • - Cumprimento de 16 mandados de prisão preventiva e 22 de busca e apreensão.

9ª fase (23 de março de 2023):

  • - Prisão do major da reserva da PM-DF Cláudio Mendes dos Santos.

8ª fase (17 de março de 2023):

  • - Objetivo de prender 32 extremistas.
  • - Realização em 9 Estados e no Distrito Federal.

7ª fase (7 de março de 2023):

  • - Prisão de 3 extremistas.
  • - Cumprimento de 8 mandados de busca e apreensão.

6ª fase:

  • - Cumprimento de 8 mandados de prisão preventiva e 13 de busca e apreensão.

5ª fase (7 de fevereiro de 2023):

  • - Prisão de 4 agentes da PM-DF.

4ª fase (3 de fevereiro de 2023):

  • - Cumprimento de 3 mandados de prisão preventiva e 14 de busca e apreensão.

3ª fase (27 de janeiro de 2023):

  • - Cumprimento de 11 mandados de prisão e 27 de busca e apreensão.

2ª fase (23 de janeiro de 2023):

  • - Prisão de Antônio Cláudio Alves Ferreira.

QUEM FOI PRESO?

Das 1.406 que foram presas por participarem do 8 de Janeiro, estavam presos até o final de abril de 2023, no Complexo da Papuda, 181 homens e no presídio da Colmeia 82 mulheres. Mais 27 homens e 4 mulheres foram presos depois disso, em operações policiais. Eis a lista dos detidos (íntegra) e das detidas (íntegra).

Ao todo, 2.151 pessoas foram presas em flagrante, incluindo envolvidos nos ataques e participantes dos acampamentos montados em frente ao QG (Quartel General) do Exército em Brasília. Foram levadas pela PF ao ginásio da Academia da organização. Depois, 745 pessoas foram liberadas imediatamente. Eram idosos com mais de 70 anos, pessoas com comorbidades e mulheres com filhos.

As pessoas que já foram liberadas cumprem outras medidas cautelares em seus respectivos Estados (íntegra da lista dos liberados no DF aqui  e dos Estados, aqui).